Luiz Henrique Lima Campos – Microsoft MVP

Gêmeos Winklevoss processam Zuckerberg novamente por roubar “ideia” do Facebook

| 0 comentários

Os gêmeos Tyler e Cameron Winklevoss – que acusam Mark Zuckerberg de ter roubado deles a ideia de criar o Facebook – recomeçaram a batalha legal contra o fundador e atual CEO da rede social. As informações são do “Mail Online”.

Os Winklevoss alegam que os US$ 65 milhões que ganharam no primeiro processo contra Zuckerberg não são suficientes. O valor correto da empresa não teria sido informado corretamente a eles naquela época.

Eles afirmam ainda que o fundador do Facebook cometeu fraudes de segurança e exigem que ele pague uma quantia extra de indenização – cujo valor não foi revelado.

O Facebook rejeitou as alegações e afirmou que os gêmeos Winklevoss sofreram uma “ataque de remorso” depois do acordo original.

“A Rede Social”

Depois do lançamento mundial do filme sobre a criação do Facebook, as batalhas judiciais que envolvem a rede social de Mark Zuckerberg ganharam notoriedade.

Além dos gêmeos Winklevoss, o fundador do Facebook foi processado pelo brasileiro Eduardo Saverin, que era seu amigo durante o período em que estudaram em Harvard.

Saverin participou da criação do Facebook como “diretor financeiro”, garantindo o investimento inicial necessário para a rede ser lançada.

Um ano depois, o Facebook processou Saverin, alegando interferência do brasileiro nos negócios da empresa e com o intuito de diminuir sua participação nos ganhos totais, de acordo com a “Forbes”.

Ele processou a rede social de volta, depois de ver a participação de no capital do Facebook ser reduzida para menos de 10%. Saverin ganhou a ação judicial e mantém até hoje 5% nos ganhos da empresa.

Segundo a “Forbes”, o brasileiro é o  356º homem mais rico do mundo, com uma fortuna estimada em US$ 1,15 bilhão.

  • DivulgaçãoO ator Armie Hammer interpreta os gêmeos Winklevoss no filme “A Rede Social”

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: