Luiz Henrique Lima Campos – Microsoft MVP

19 de outubro de 2020
por luizhenriquelima
0 comentários

Windows 10 20H2 é disponibilizado para consumidores

Após alguns meses de testes, a Microsoft começou a distribuir hoje para seus usuários a mais nova atualização majoritária para o Windows 10, levando ele oficialmente para a atualização de outubro de 2020 (ou simplesmente 20H2), sem que sejam entregues novidades relevantes.

Segundo informações reveladas pela empresa, a atualização em questão traz exatamente os mesmo problemas conhecidos do Windows 10 2004 (ou 20H1), o que portanto significa dizer que usuários não devem sentir diferenças relevantes em seu uso nas máquinas que já trazem a versão lançada em abril desse ano.

Além disso, também é confirmado que dois problemas específicos estão sendo investigados, sendo eles basicamente relacionados aos drivers de audio Conexante e Conexante ISST, o que pode ocasionar erros como a parada e até exibição de tela azul algo que já estava presente na distribuição anterior.

Outra confirmação feita na atualização é a disponibilização de quais recursos foram removidos, o que basicamente não teve alterações, sendo a única alteração relevante a exclusão de metadados de serviço MBAE, algo que ocorreu devido a substituição do aplicativo MBAE por um app MO UWP.

Inicialmente, a atualização em questão está disponibilizada para usuários como opcional, ou seja, ela só instalará se você efetivamente pedir isso, o que garante aos mais preocupados com a estabilidade a opção de aguardar um pouco mais para realizar a instalação, acompanhando a partir de agora os possíveis reportes de bugs e erros.

22 de setembro de 2020
por luizhenriquelima
0 comentários

Vulnerabilidade Zerologon ameaça controladores de domínio

A vulnerabilidade CVE-2020-1472 no protocolo Netlogon, também conhecido como Zerologon, permite que invasores sequestrem o controle de domínios.

Em agosto, na Patch Tuesday, a Microsoft fechou várias vulnerabilidades, entre elas a CVE-2020-1472. A vulnerabilidade do protocolo Netlogon foi atribuída a um nível de gravidade “crítico” (sua pontuação CVSS foi a máxima, 10,0). Nunca houve dúvidas de que isso poderia representar uma ameaça, mas o pesquisador da Secura, Tom Tervoort (que o descobriu) publicou recentemente um relatório detalhado explicando porque a vulnerabilidade, conhecida como Zerologon, é tão perigosa e como ela pode ser usada para sequestrar um controlador de domínio.

Do que se trata a Zerologon?

Essencialmente, a CVE-2020-1472 é o resultado de uma falha no esquema de autenticação criptográfica do protocolo remoto Netlogon. O protocolo autentica usuários e máquinas em redes baseadas em domínio e também é usado para atualizar senhas de computador remotamente. Por meio da vulnerabilidade, um invasor pode se passar por um computador cliente e substituir a senha de um controlador de domínio (um servidor que controla uma rede inteira e executa serviços do Active Directory), o que permite que o invasor obtenha direitos de administrador de domínio.

Quem está vulnerável?

A CVE-2020-1472 apresenta um risco para empresas cujas redes são baseadas em controladores de domínio executados no Windows. Em particular, os cibercriminosos podem sequestrar um controlador de domínio com base em qualquer versão do Windows Server 2019 ou Windows Server 2016, bem como qualquer edição do Windows Server versão 1909, Windows Server versão 1903, Windows Server versão 1809 (Datacenter e edições Standard), Windows Server 2012 R2, Windows Server 2012 ou Windows Server 2008 R2 Service Pack 1. Para atacar, os cibercriminosos precisariam primeiro penetrar na rede corporativa, mas isso não é um problema tão importante – ataques internos e penetração através de saídas Ethernet em instalações acessíveis ao público dificilmente são sem precedentes.

Felizmente, Zerologon ainda não foi usado em um ataque no mundo real (ou pelo menos, nenhum foi relatado). No entanto, o relatório do Tervoort causou um rebuliço, provavelmente atraindo a atenção de cibercriminosos e, embora os pesquisadores não tenham publicado uma prova de conceito, eles não têm dúvidas de que os invasores podem criar uma baseada nos patches.

Como se proteger contra ataques Zerologon

A Microsoft lançou patches para solucionar a vulnerabilidade de todos os sistemas afetados no início de agosto deste ano, então, se você ainda não fez a atualização, é hora de fazê-la. Além disso, a empresa recomenda monitorar todas as tentativas de login feitas por meio da versão vulnerável do protocolo e identificar dispositivos que não suportam a nova versão. Idealmente, de acordo com a Microsoft, o controlador de domínio deve ser definido para um modo em que todos os dispositivos usem a versão segura do Netlogon.

As atualizações não impõem essa restrição, porque o protocolo remoto Netlogon não é usado apenas no Windows – muitos dispositivos baseados em outros sistemas operacionais também dependem do protocolo. Se você tornar seu uso obrigatório, os dispositivos que não oferecem suporte à versão segura não funcionarão corretamente.

No entanto, a partir de 9 de fevereiro de 2021, os controladores de domínio serão obrigados a usar esse modo (ou seja, forçar todos os dispositivos a usar o Netlogon seguro e atualizado), então os administradores terão que resolver o problema de conformidade de dispositivos de terceiros com antecedência (atualizando ou adicionando-os manualmente como exclusões). Para obter mais informações sobre o que o patch de agosto faz e o que mudará em fevereiro, juntamente com as diretrizes detalhadas, confira esta postagem da Microsoft.

19 de setembro de 2020
por luizhenriquelima
0 comentários

Windows 10 Build 18985 traz melhorias no Bluetooth

A Microsoft lançou sua versão mais recente do Windows 10 para Insiders no Fast Ring, e a principal mudança é uma experiência simplificada de emparelhamento Bluetooth, que deve tornar o estabelecimento de uma conexão entre um PC e dispositivos sem fio próximos ainda mais rápido.

A empresa havia introduzido o Swift Pair no início de 2018, como uma maneira rápida de conectar dispositivos Bluetooth ao seu PC. Quando o recurso está ativado, e um acessório estiver dentro do alcance do PC, um prompt será exibido perguntando se você deseja conectar os dois. Optar por fazer isso abre a página Configurações, mas na nova compilação, o emparelhamento ocorre na própria notificação.

Com o Swift Pair não é necessário abrir o aplicativo Configurações para concluir o emparelhamento. Além disso, o prompt agora vem com um botão Dispensar, caso você não queira vincular seus dispositivos. A notificação agora também mostra que tipo de acessório está ao alcance, seja um mouse, um teclado, uma caixa de som ou qualquer outra coisa.

O recurso estava restrito a dispositivos específicos, mas a Microsoft disse, na época, que estava “procurando padronizar isso a longo prazo”, o que o abriria para mais fabricantes de dispositivos. A empresa disse que fez as seguintes alterações na experiência de emparelhamento Bluetooth no Preview Build 18985:

  • O emparelhamento está pronto na barra de notificações. Você não precisa mais acessar o aplicativo Configurações para concluir o emparelhamento.
  • Para um emparelhamento mais rápido, melhoramos a interface do usuário, mostrando uma notificação a menos.
  • Adicionamos um botão Dispensar à primeira notificação, para oferecer mais controle ao usar o Swift Pair.
  • Para tornar a notificação mais útil, agora mostramos o nome e a categoria do dispositivo, quando possível.

A Microsoft disse que essas mudanças estão atualmente disponíveis para 50% dos membros do programa Windows Insider, que instalam a Build 18985. Também está restrito aos mouses, teclados e fones de ouvido Surface, bem como ao Microsoft Mobile Mouse e ao Microsoft Arc Mouse.

A Build 18985 também oferece uma nova página de Configurações que coleta atualizações opcionais (que incluem “drivers, atualizações de recursos e atualizações mensais de qualidade que não são de segurança”) e atualizações para o aplicativo Snip & Sketch, além da mistura usual de melhorias diversas.

A Microsoft também reconheceu vários problemas conhecidos, incluindo um problema de longa duração com certos softwares anti-fraude e vários problemas envolvendo a Realidade Mista do Windows.

25 de julho de 2020
por luizhenriquelima
0 comentários

Microsoft Inspire 2020

Reunindo todos os seus parceiros globais em uma mesma experiência, o Microsoft Inspire, conferência realizada anualmente pela Microsoft, é um dos maiores eventos de tecnologia e transformação digital.

Com o objetivo de desenvolver novas conexões, proporcionar diferentes possibilidades, construir negócios e comemorar avanços, o Microsoft Inspire, desde sua primeira edição, promove muitas oportunidades e conquistas.

Apresentado por grandes nomes da Microsoft e proporcionando palestras, sessões e uma programação especial recheada de lançamentos, o Microsoft Inspire é (e tem sido!) uma grande atração e compromisso para quem é apaixonado(a) por inovação no trabalho e colaboração.

Como foi o Microsoft Inspire 2020?

Em 2020, no 17º ano da Microsoft Inspire, — que durou dois dias, 21 e 22 de julho — a conferência foi totalmente adaptada para respeitar e preservar a saúde de seus colaboradores e comunidade de usuários diante do cenário enfrentado.

Assim, integralmente online e sem custo de participação, o encontro entre profissionais e consumidores foi um sucesso — e trouxe muitas novidades para os produtos e serviços prestados pela Microsoft.

Fortalecendo relações corporativas e inspirando seus participantes e espectadores ao redor do mundo, o Microsoft Inspire mostrou nos detalhes quais mudanças e melhorias foram implantadas nos softwares oferecidos, e, de fato, transformaram e renovaram os negócios em tempos de pandemia.

Desta forma, os parceiros Microsoft puderam potencializar seus contatos, ampliar seus conhecimentos comerciais e, ainda, aprender com especialistas que entendem sobre o assunto.

As novidades do Microsoft Inspire 2020

Acompanhando as necessidades, urgências e o aumento de demandas diferenciadas, o Microsoft Inspire 2020 comprovou que as atualizações têm sido cada vez mais velozes e objetivas.

Avançando em um curto intervalo de tempo (em questão de poucos dias ou meses) o que não se era planejado ou estava guardado para adaptações futuras, as novidades do Microsoft Inspire deste ano, puderam tornar seus programas ainda mais evoluídos.

Com funções repaginadas e soluções transformadoras, os recursos Microsoft apresentados no Microsoft Inspire 2020 trouxeram ainda mais confiança aos parceiros e clientes, assegurando melhores desempenhos e resultados nas organizações.

Mas, afinal, quais foram essas novidades? A seguir, comentaremos sobre algumas mudanças, progressos e ajustes apresentados durante o Microsoft Inspire 2020. Acompanhe a leitura e descubra!

As novidades do Microsoft Inspire 2020

Com foco em todo o universo da transformação digital, o catálogo de produtos da Microsoft foi atualizado com todas as atenções voltadas para o trabalho remoto, a colaboração e a produtividade das equipes.

Aproveitando o grande alcance e repercussão do Microsoft Inspire, algumas das novidades lançadas mais recentemente foram:

Microsoft Teams


Facilitando o trabalho à distância e permitindo uma melhor cooperação entre as equipes, o Teams, em sua plataforma, apresenta agora o “Modo juntos”, uma nova experiência ao realizar videoconferências.

Colocando digitalmente todos os participantes de uma mesma chamada em vídeo em um único plano de fundo compartilhado, o “Together mode” transforma as reuniões com ajuda da IA (inteligência artificial), deixando-as mais inclusivas, envolventes e naturais.

Além disso, o novo recurso “Comunidades” chegou com o intuito de conectar os funcionários da linha de frente por meio de interações e acesso a anúncios, discussões e eventos do Yammer.

Outra novidade foi o Microsoft Dataflex. Incorporado ao software sem custos adicionais, o banco de dados permite a criação e gerenciamento de aplicativos e chatbots sem sair do Teams, simplificando e otimizando o desenvolvimento de respostas com o Power Apps e o Power Virtual Agent.

Já a atualização “Walkie Talkie” do Teams, agora em versão pública, concedeu uma comunicação mais segura, no formato “push-to-talk” (aperte para falar), auxiliando na publicação de tarefas e no agendamento de turnos dos gerentes da linha de frente.

Microsoft Azure


Anunciando novas capacidades de migração, segurança e armazenamento de dados, o Microsoft Inspire 2020 ressaltou muitos aprimoramentos e inovações em sua nuvem, o Azure.

O Azure Lighthouse, sistema de gestão em escala dos clientes, ganhou um fortalecimento em seus métodos de autenticação (multifatorial) e um reforço em sua segurança com a plataforma de gerenciamento de identidades privilegiadas, reduzindo riscos de acesso durante a organização dos usuários.

Expandindo os manuais de eficiência do Azure, a série de instruções da Microsoft agora conta com as orientações de desenvolvimento de práticas de inovação em aplicativos e indicações aos parceiros sobre como aproveitar as oportunidades do serviço em nuvem.

A inclusão da próxima geração do Azure Stack HCI nos produtos foi outra novidade. Agora disponível para o público em geral, o componente contém recursos híbridos para as clouds, permitindo mais aproveitamento do investimento existente nos data centers.

Por fim, mas não menos importante, o Azure Migrate teve seu sistema modernizado com avaliações mais rápidas e sofisticadas, a função “contêiner” para seus apps e, também, as migrações de servidor.

Área de Trabalho Virtual do Windows


O Microsoft Inspire 2020 foi a primeira edição do evento com a presença da Área de Trabalho Virtual do Windows. Assim, a solução de desktop foi reapresentada aos parceiros, com destaque às suas principais funcionalidades.

Com base em um portal do Azure, a nova Área de Trabalho Virtual do Windows atribui mais flexibilidade no gerenciamento do ambiente e na configuração de múltiplas sessões aos usuários, podendo atender o aumento das demandas do trabalho remoto com uma solução híbrida, de ponta a ponta.

Dynamics 365


Diante das instâncias, as novidades do Dynamics 365 trouxeram inovações ágeis e resilientes para atender questões atuais e futuras geradas pela pandemia.

A fim de ajudar vendedores e comerciantes, por exemplo, todos os aplicativos do Dynamics 365 receberam as inovações “Voz do Cliente”, “Loja Conectada” e “Proteção contra Fraudes”, acelerando operações digitais e garantindo uma melhor reação dos negócios durante e após este período atual de crises.

Microsoft Power Platform


O Microsoft Inspire 2020 também trouxe novas soluções para a Power Platform: as ferramentas “Preparação de Local”, “Gestão de Saúde e Segurança dos Funcionários”, “Gestão de Cuidados no Local de Trabalho” e “Gestão de Local”.

Com o objetivo de oferecer mais segurança no retorno dos colaboradores aos locais de trabalho, as novidades lançadas auxiliam no monitorando das condições dos ambientes de forma contínua, respondendo sempre que necessário.